sexta-feira, 23 de julho de 2010

quinta-feira, 22 de julho de 2010

- a morte devagar.

Morre lentamente quem não troca de idéias, não troca de discurso, evita as próprias contradições.

Morre lentamente quem vira escravo do hábito, repetindo todos os dias o mesmo trajeto e as mesmas compras no supermercado. Quem não troca de marca, não arrisca vestir uma cor nova, não dá papo para quem não conhece.

Morre lentamente quem faz da televisão o seu guru e seu parceiro diário. Muitos não podem comprar um livro ou uma entrada de cinema, mas muitos podem, e ainda assim alienam-se diante de um tubo de imagens que traz informação e entretenimento, mas que não deveria, mesmo com apenas 14 polegadas, ocupar tanto espaço em uma vida.

Morre lentamente quem evita uma paixão, quem prefere o preto no branco e os pingos nos is a um turbilhão de emoções indomáveis, justamente as que resgatam brilho nos olhos, sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho, quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho, quem não se permite, uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo.

Morre lentamente quem destrói seu amor-próprio. Pode ser depressão, que é doença séria e requer ajuda profissional. Então fenece a cada dia quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem não trabalha e quem não estuda, e na maioria das vezes isso não é opção e, sim, destino: então um governo omisso pode matar lentamente uma boa parcela da população.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante, desistindo de um projeto antes de iniciá-lo, não perguntando sobre um assunto que desconhece e não respondendo quando lhe indagam o que sabe. Morre muita gente lentamente, e esta é a morte mais ingrata e traiçoeira, pois quando ela se aproxima de verdade, aí já estamos muito destreinados para percorrer o pouco tempo restante. Que amanhã, portanto, demore muito para ser o nosso dia. Já que não podemos evitar um final repentino, que ao menos evitemos a morte em suaves prestações, lembrando sempre que estar vivo exige um esforço bem maior do que simplesmente respirar.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

- aprendendo a viver!

Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário.
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.
Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso

Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.

"Não podemos viver apenas para nós mesmos.
Mil fibras nos conectam com outras pessoas & por essas fibras nossas ações vão como causas e voltam pra nós como efeitos."


(Herman Melville)

- muito bom :*

- N. Reis *---*

' Nando Reis - tem sido minha trilha sonora :*
é incrivel como cada musica retrata algo verdadeiro.
estou sem criatividade para textos, minha cabeça continua extremamente lotada '--

segunda-feira, 12 de julho de 2010

-


' estava com saudades daqui!
que fds tosco esse meu, nunca dormi tanto. uahsuahsuahsuahs :*
dormi pro tempo passar mais rapido, dormi por cansaço, dormi pra esquecer, dormi pra nao ligar, dormi pra não pensar (...) dormi por tanta coisa ;D
mais hoje acordei melhor, mais disposta a fazer algo por mim, mais disposta a mandar essa melancolia pro espaço!
ultima tentativa, terei em breve, a partir dai sei que seguirei um novo rumo.
sinceramente, espero seguir o mesmo rumo que eu seguia a um mês atrás.
desejo isso incondicionalmente.
mais tenho medo de como sera daqui pra frente, por instantes começei a sentir medo do meu futuro, sera qe isso é certo? não sei, mais sei que esse medo está aqui.
aaaaaaaaaah como eu queria uma direção, uma luz, um rumo.
acho que ja to murchando de novo '--




- coração dividido em dois não tem certeza do que vai acontecer ♫

sábado, 10 de julho de 2010

-

' 7 dias atrás.

oi? está ai? pode conversar agora? ótimo.
sim! posso.

estou a horas, escrevendo e apagando palavras aqui.
estou quieta, com um mar de pensamentos, que queria expor pro mundo e não consigo.



- & agora o que eu vou fazer, se as lágrimas não secaram com o sol que fez (888





sexta-feira, 9 de julho de 2010

-

' Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como 'estou contente outra vez '
( Caio F. Abreu )



- a chuva ainda cai la fora & o vento frio sem pedir invade o quarto vazio

quinta-feira, 8 de julho de 2010

' 13:55 .

' pensamentos vem e vão, duvidas vem e vão, as certezas se transformaram em incertezas,
a mágoa aumentou, o medo da perda continua igual, a insegurança diminuiu, o status atualizou, o frio na barriga marcou presença, o coração bateu forte...
... a alegria veio, foi embora e voltou com o conforto, o conforto ficou aqui e ligou pro sorriso que veio também, meio timido, porém já está ficando a vontade!
ah o coração acelerou de novo, a insegurança também quis vir e veio!
sinto que ela vai ficar aqui até a noite, ah a noite, o sono parece ocupado demais para vir me visitar, ele vem fica um pouco e ja quer ir embora, não consigo segura-lo comigo!
ele me diz que vai por que os pensamentos não o deixam ficar, que chato. Porém o sono quando vem, traz consigo seu irmão, o sonho.
O sonho não vem sem os pensamentos, de novo os pensamentos!
mais junto com o sonho ele vem mais real, bem mais real.
Quando bom traz um sorriso leve, quando não traz umas gotinhas aos olhos.
Gotinhas salgadaaaaaaaaas...
o coração continua na duvida, carinho, paixão ou realmente AMOR?
tum, tum, tum, tum, tum, tum, tum, tum ...
o tempo mandou um telegrama, dizendo que talvez demorasse pra chegar, porém viria com todas as respostas (...)

- mais o tempo tá querendo um tempo, pra arrumar as coisas do seu jeito, a gente só precisa de bom senso & tirar a magoa aqui dentro do peito



' incondicional *-*

video

' é mais que o meu diário, é a que sabe ate os meus erros mais absurdos e diz que esta do meu lado!
é a que usa as palavras certas, nas horas certas!
é que me faz acordar quando sonho alto demais, é a que me diz vai enfrente quando vê a minha felicidade adiante!
é a que os olhos brilham quando meu sorriso esta evidente, é a que chora junto comigo :*
é a mesma de dez anos atrás & vai ser sempre a mesma daqui a eternidade toda! P

terça-feira, 6 de julho de 2010

' 06.07.2010

' Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia, me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo, que nos faça acreditar em tudo outra vez.
( Caio F. de Abreu )

' 06.07.2010

' Sabe aquela vontade de sumir, de viajar, de se isolar? Sabe quando você acha que ficando sozinho vai ser mais feliz, mais feliz não, vai no mínimo ter um conforto maior? Sabe quando você precisa daquela palavra que ninguém diz? Sabe quando você olha ao seu redor e se sente perdido? Sabe quando seu mundo está sendo segurado apenas por um fio da mesma espessura e tão frágil quanto ao fio de cabelo? Sabe quando as duvidas insistem em ser mais duras do que as respostas?
Sabe, sabe, sabe...